Como a Dieta Low Carb Me Ajudou a Emagrecer

Como a Dieta Low-Carb Me Ajudou a Emagrecer

Uma grande causa da alimentação low-carb funcionar para proporcionar o emagrecimento é o fato de você ter saciedade na dieta, e não passar fome.

Isso surpreende a maioria das pessoas, porque elas associam dieta a controlar porções e passar fome. E esse equívoco não é culpa delas!

Afinal, sempre ouvimos que é necessário comer poucas calorias e fazer exercícios como um louco para emagrecer.

Mas a verdade é que você não precisa e não deve passar fome na dieta.

Pelo contrário, as dietas low-carb te incentivam a comer sempre que tiver fome e até a saciedade. E, se não tiver fome, não coma.

Simples assim, nada de intervalos restritos (como a bobagem de comer de 3 em 3 horas) e nem fome – apenas escute o que seu corpo diz.

O fato de estar “cheio” vai ser primordial, já que assim você terá muito menos motivos para comer porcarias entre as refeições.

Ao contrário de dietas restritivas, onde passamos fome o tempo todo, você pode até emagrecer um pouco mas de uma maneira que não é sustentável, pois depois você volta a comer um pouco a mais e volta a engordar tudo de novo (conhecido efeito sanfona).

Sendo assim, comer pouco é um dos erros mais comuns em quem inicia uma dieta low carb. Então, nesta dieta, coma sempre que tiver fome até sentir-se saciado e, se não tiver fome, não coma.

Passe longe da ideia de contar calorias, deixe que a dieta low carb cuide disso pra você.

Mas a saciedade não é só provocada porque você come o quanto quiser, mas sim por causa dos alimentos permitidos e proibidos em uma dieta low carb.

Vamos entender mais sobre o que esse tipo de dieta provoca em nosso corpo nos fazendo emagrecer naturalmente e ganhando saúde.

Você sabe o que é Cetose?

A cetose é um processo normal do corpo, que utiliza os ácidos graxos para gerar os corpos cetônicos – que, por sua vez, fornecem energia para o nosso corpo. O grande “pulo do gato” reside no fato de que esses ácidos graxos atualmente estão armazenados nas suas células em forma de gordura.

Estar em cetose significa que seu corpo está usando seus estoques de gorduras ao invés de glicose, e para que isso aconteça a dieta LCHF é a mais indicada para se controlar e até mesmo curar o diabetes entre outras doenças.

Esses corpos cetônicos são produzidos pelo fígado durante períodos de restrições de alimento (jejum) ou de carboidrato (dietas low carb) para serem usados como fonte de energia.

O funcionamento do processo, embora tenha alguns detalhes bioquímicos mais complexos, pode ser entendido como 3 simples passos:

1 – Devido à restrição de carboidratos, o seu corpo fica privado do fornecimento usual de glicose;

2 – Como suas células precisam de energia, seu corpo necessita de outra fonte para supri-la (e, curiosamente, você tem uma poderosa reserva de energia na forma de gordura… e está louco para gastá-la!);

3 – O fígado, então, quebra os ácidos graxos, provenientes do seu tecido adiposo, em corpos cetônicos (que, como mencionamos, podem ser usados como substitutos à glicose).

Desse modo, a cetose funciona para emagrecer porque ela para de retirar energia da glicose (porque você restringiu a ingestão desse açúcar) e passa a fornecer energia para seu corpo a partir da sua queima de gordura. Ou seja, é um mecanismo que te ajuda a eliminar o excesso de gordura sem a necessidade de exercícios físicos – tudo porque seu corpo estará usando uma fonte de energia diferente da usual.

Observação: Os exercícios podem e devem ser feitos para uma vida idealmente saudável, e sugerimos que você adote alguma prática ou esporte de que goste. Porém, o que estamos dizendo aqui é que é possível emagrecer sem exercícios.

Simples, não é? Mas de onde será que veio essa ideia?

Como A Cetose Começou? A Introdução Da Dieta Cetogênica Ou Dieta Keto

Conforme dissemos, a cetose é um processo natural do corpo humano – logo, não faz sentido falar em um início da cetose. Porém, podemos sim traçar o uso da indução de cetose por meio da dieta.

Pare e pense comigo…

Nossos antepassados, com certeza por não ter acesso a essa quantidade de carboidratos disponíveis hoje em dia, produziam muito mais corpos cetônicos do que glicose. Eles viviam praticamente da caça, pesca e de algumas frutas de época, e também não comiam de 3 em 3 horas e passavam longos períodos de jejum. Quando a fome chegava, tinham que percorrer quilômetros de distância caçando, subindo em árvores, nadando, ou seja, se exercitando em jejum.

E sabe de onde eles obtinham energia para tal? Seu corpo utilizava seus estoques de gorduras produzindo corpos cetônicos e dando a eles a energia de que precisavam para caçar, obter seu alimento e matar sua fome.

Eles comiam o alimento por completo: carne, vísceras e principalmente a gordura contida na caça, comiam ovos inteiros (sem descartar a gema, que é a fonte de gorduras boas do ovo). Gordura animal e ovos são ótimos alimentos que devem ser introduzidos em nosso dia-a-dia e que não vão prejudicar seu colesterol. Sobre colesterol leia aqui.

fonte-de-gordura
Fontes de Gorduras Boas
Resumidamente, a dieta se baseia em ingestão baixa de carboidratos, mediana de proteínas e elevada de gorduras.
Colocando essa frase em proporções de macronutrientes, nós podemos dizer o seguinte:
  • A ingestão de carboidratos não deve ultrapassar 5 a 10% do total de calorias;
  • A ingestão de proteínas deve ficar em torno de 20 a 30% do total das calorias consumidas diariamente;
  • E a ingestão de gorduras deve fornecer de 65 a 75% das calorias (possivelmente até mais).

Isso porque o mecanismo por trás de uma dieta low-carb é justamente consumir gorduras como fonte principal de energia, ou seja, você vai querer evitar fornecer uma fonte de energia alternativa (carboidratos) para seu corpo.

Inclusive os benefícios relacionados à insulina estão diretamente relacionados com a quantidade de carboidratos ingeridos em um dia.

Low-Carb: quer dizer consumo baixo de carboidratos (até uns 50-100 gramas/dia). Proporciona enormes benefícios para a resposta insulinogênica e perda de gordura corporal.

Se você está iniciando uma dieta low-carb visando principalmente a perda de peso, pode ser muito interessante fazer uma contagem de carboidratos.

Lembrando que a quantidade de carboidratos a que nos referimos acima é a de carboidratos líquidos – isto é, o total de carboidratos menos o total de fibras – e que a maneira mais fácil de entender essas proporções é observando a tabela nutricional dos alimentos.

Ah, sei também que nem todos alimentos vêm com uma tabelinha de informação nutricional – ainda mais bicho e planta, não é mesmo?! Nestes casos, você pode usar soluções como o Fatsecret ou o MyFitnessPal, que são aplicativos que fornecem as informações nutricionais necessárias para todos os alimentos! E o melhor, tudo gratuitamente.

Mas, claro, lembre-se sempre de não se preocupar muito com isso, principalmente se não tiver muito peso a perder. Ficar muito obcecado em contar carboidratos pode não ser muito saudável psicologicamente. Nesse caso, você apenas vai querer focar em comer comida de verdade e com poucos carbs, mas nada de se preocupar muito com isso.

Basicamente, podemos dizer que as pessoas estão cada vez mais adotando a dieta low-carb porque se adaptam a ela e porque para essas pessoas a dieta “funciona”, isto é, as ajuda a atingir seus objetivos.

Os dois principais objetivos que uma dieta low-carb ajuda a atingir por quem inicia esse estilo de alimentação são:

1 – Tratar/curar doenças crônicas como diabetes e gordura no fígado;

2 – Emagrecer com saúde.

Então, neste exato momento, você consegue entender porquê escolher a dieta low carb como meu novo estilo de vida foi a melhor e mais sensata opção que tive para viver uma vida mais plena, emagrecer 31kg com mais saúde e principalmente por que a LCHF me curou de doenças terríveis como a diabetes e a esteatose hepática (gordura no fígado).

Agora não espere mais para emagrecer de vez com saúde, prevenir ou curar doenças como diabetes, esteatose hepática, síndrome metabólica, entre outras. Leia aqui meu guia para iniciantes da dieta low carb e mude de vez sua vida para melhor.

Quer conhecer minha história completa, bem como emagreci 31kg com a dieta low carb leia aqui.

Gostou deste post? Comente aqui, compartilhe com seus amigos, vamos ajudar mais pessoas a emagrecer com saúde e sem passar fome!

Obrigada e até o próximo post!

Adriana Araújo, 41, coach de emagrecimento e estudante de nutrição, mineira de Uberaba, adepta do Low Carb desde 2014. Curiosa por nutrição, saúde e gastronomia. Emagreci 35kg sem sofrer e sem passar fome! Aqui você vai encontrar dicas e relatos sobre minha rotina na dieta low carb, receitas e muito mais. Seja bem vindo!

Deixe um comentário