Por que engordamos, você conhece a causa?

Você já se perguntou por que engordamos?

Você conhece os motivos pelos quais você não consegue emagrecer?

Muitos vão responder: por genética, por que comemos muito, por que não praticamos exercícios, por que comemos fora de hora, blá, blá, blá…

Pois bem, não é você, são os seus hormônios!

E eles são como um muro de pedras entre você e seus objetivos.

Mas acredite, existe uma maneira de derrubar este muro, perder peso e ter controle sobre a sua vida novamente.

Finalmente você vai descobrir porque não está perdendo peso.

Você precisa conhecer o que vem sendo chamado de “hormônio do armazenamento de gorduras”, a chave de tudo, a INSULINA.

Se você estiver acima do peso, existe uma grande possibilidade de seus níveis de insulina estarem desequilibrados, o que resulta em excesso de glicose ou açúcar em seu sistema.

Apesar de isso não significar um diabetes o resultado final é que em vez de usar o excesso de açúcar para alimentar seus músculos ou transformá-lo em energia, a maioria dos carboidratos que você consome fica armazenada como gordura… Sim, como GORDURA!!!

É simples: se você tiver resistência à insulina (e acredite, muitos de nós temos, em algum grau) isso faz com que seja virtualmente impossível de perder gorduras.

Este foi o meu caso. Em setembro de 2014 fui diagnosticada com resistência à insulina e nesta época meus níveis de insulina basal no sangue eram de 18 Ui/ml; a referência dos laboratórios diz que é normal a insulina estar entre 5 e 25 Ui/ml, no entanto, eu já me encontrava pesando 96kg, e para mim ele deveria estar marcando abaixo de 7 Ui/ml (este seria um número confortável). Desde então comecei a estudar sobre o assunto e descobri que a dieta low carb seria a melhor opção para reverter meu problema, e realmente foi: ao diminuir carboidratos refinados da minha dieta, a insulina diminuiu e voltei a emagrecer naturalmente. Sim, são os carboidratos que ativam a insulina e não deixam seus estoques de gorduras serem queimados, aumentando-os ainda mais. Nosso maior objetivo aqui é ter insulina baixa e os níveis de glicose normais no sangue. Hoje em dia meus níveis de insulina estão em 5,3 Ui/ml (ainda podem baixar mais) e glicose 88mg em jejum.

Você já parou para ver o quanto de carboidratos comemos por dia??? É absurdo. Quase tudo que encontramos hoje possui carboidratos, seja na forma de amido ou na forma de açúcares: sacarose, frutose, lactose, maltose, maltodextrina, entre outros escondidos nos rótulos dos alimentos. Quando passamos a comer comida de verdade, sem rótulos, não corremos o risco de abusar tanto dos carboidratos, e essa é a melhor forma de colocar nossos hormônios em harmonia. Não tem segredo: evite comidas processadas, evite as diversas formas de açúcar, evite grãos e trigo, coma carnes com a gordura natural contida nelas, use banha, azeite ou manteiga de leite para cozinhar, coma ovos de todas as formas (para mim o melhor é com manteiga clarificada – fica mais cremoso), queijos amarelados (os amarelos contém mais gorduras e menos lactose – açúcar do leite), coma legumes e verduras à vontade e frutas com moderação (pois elas contém frutose – o açúcar da fruta). Para saber mais consulte nosso guia low carb para iniciantes da dieta.
Veja que encontramos carboidratos de várias formas e apesar de ser uma dieta low-carb não significa que é no-carb.

Com certeza as pessoas vão falar pra você: “isso é dieta da proteína, nosso corpo precisa de carboidratos”. Pergunte a elas se sabem que também encontramos carboidratos em legumes, verduras e frutas?? Em alguns, esses carboidratos estão contidos em abundância, como é o caso da uva, da melancia, da banana, das raízes e tubérculos, batatas, inhame, mandioca… Acontece que estes alimentos também contem fibras juntamente com seus açúcares, sendo que estas ajudam no processo de digestão evitando picos de insulina (ao contrário do pão que contém apenas amido e com certeza vai elevar sua glicose, ativar a insulina e estocar mais gorduras em suas células).

Lembre-se: comer amido ou açúcar de qualquer tipo vai elevar sua insulina!!!

1) Evitar açúcar;
2) Evitar grãos (e abolir o trigo e seus derivados);
3) Consumir comida de verdade .

Além da Insulina, temos outros hormônios que devem ser levados em consideração, são eles:

Adiponectina: é o hormônio que diz a seu corpo para queimar gorduras e obter energia. Níveis mais baixos de adiponectina estão associados com uma maior incidência de obesidade.

Grelina: é conhecida como o hormônio da fome, quanto mais grelina você tiver em seu sistema mais fome sentirá, ela trabalha diretamente na parte do cérebro que comanda a fome.

Cortisol: Seu corpo produz cortisol em resposta ao estresse, acelerando-o para que você esteja pronto para lutar ou fugir. O estresse constante que sofremos em nossas vidas, durante 24hs por dia neste mundo caótico eleva nossos níveis de cortisol que se tornam muito maiores do que nossa capacidade de lidar com eles. O resultado é o aumento da gordura abdominal

Leptina: A leptina é um hormônio que age no cérebro inibindo o apetite e estimulando o gasto de energia. Sua produção é diretamente proporcional à massa de tecido adiposo. Por exemplo, ocorre diminuição de leptina em resposta a baixos níveis de insulina, havendo uma relação diretamente proporcional entre as concentrações desses hormônio.

Questione seu médico sobre estes hormônios, faça seus exames, procure profissionais que conhecem e aplicam esse tipo de dieta, com certeza você vai encontrar a solução para seu emagrecimento.

Lista de profissionais da saúde Low Carb e Paleo

Veja aqui um guia low carb para iniciantes da dieta, prático, fácil e gratuito!!!

Conheça aqui minha trajetória completa com a Dieta Low Carb bem como perdi 31kg com ela.

Referências e fontes de estudos:

http://www.lowcarb-paleo.com.br/2011/12/sensibilidade-e-resistencia-insulina.html
http://www.lowcarb-paleo.com.br/2011/12/secrecao-de-insulina-e-completamente.html
http://www.paleodiario.com/2014/05/ciencia-simples-como-o-excesso-de.html

6 thoughts on “Por que engordamos, você conhece a causa?”

  1. Parabéns!Excelente blog!Muito informativo!Estou tirando várias dúvidas por aqui.Estou começando a estudar sobre a Low Carb e estou encantada com suas explicações e materiais..inclusive receitas.Deus abençõe!bjs

    1. Oi Paula, como vai? Seja bem-vinda!!! Muito obrigada pelo seu feedback, fique à vontade para tirar dúvidas, terei prazer em ajudá-la!!! Grande Beijo! Adriana.

  2. Olá, gostaria de saber se os laticínios são proibidos na dieta low carb? Principalmente o leite integral ou desnatado e os principais queijos como mussarela e parmesão. Outra duvida, por quanto tempo?

    1. Olá Angélica, o leite de vaca contém lactose que é o açúcar do leite, ou seja, aqui estamos em uma estratégia que devemos evitar principalmente açúcares, trigo e seus derivados, por isso se estiver em fase de emagrecimento sugiro que não faça uso do leite, no entanto pode usar moderadamente os derivados como os queijos mais amarelados e mais densos, iogurte natural sem ser adoçado ou kefir, pois possuem menos lactose e mais gorduras do bem. Parmesão está ok!!! Espero ter ajudado, um beijo, Adriana.

  3. Oi Adriana, vou tentar seguir. É muito difícil com duas crianças pequenas, mas não posso mais adiar. Estou com 10k a mais. Meu grande e principal desafio: pão e arroz (amoooo)… Parabéns pelo blog. Me conquistou. Um grande abraço e parabéns!

    1. Oi Josy seja bem vinda! Fico super feliz em saber que você está dando o primeiro passo para conquistar seu objetivo, tenha clareza daquilo que realmente quer e onde quer chegar, isso vai te ajudar a manter o foco, aqui no blog tem opção de pãozinho lowcarb e arroz de couve-flor pra substituir seu pão e seu arroz, qualquer dúvida conte comigo! #tamojuntas grande beijo, Adriana.

Deixe um comentário